Mulheres etnowomens. Gostamos de observar, conversar, tocar, questionar!


Boa tarde! Boa noite! Bom dia!

Outro dia li uma matéria que fala de um novo estilo das mulheres e me identifiquei muito.

Mulheres encontram novas maneiras de viajar e conhecer o mundo.

Cada vez mais pessoas estão descobrindo o prazer de explorar lugares em viagens diferentes, em que o crescimento pessoal é mais importante do que fazer turismo.

content-620-c4r6

A curiosidade está no nosso DNA: gostamos de observar, conversar, tocar, questionar. Fazemos isso na cadeira da manicure ou em um café em Paris. Um time cada vez maior de mulheres vem transformando essa vontade de explorar novos caminhos em ferramenta de autoconhecimento e crescimento pessoal. “Elas passam a olhar as pessoas com maior interesse, quase como se fossem objeto de um estudo etnográfico”, explica Cynthia de Almeida, consultora do Movimento Habla (habla.abril.com.br), área do Grupo Abril que mapeia o comportamento feminino e aponta tendências. “Por isso, as definimos como etnowomen.” Pense, por exemplo, em alguém que, numa viagem, prefere dividir a mesa com uma família nativa a provar pratos feitos por chefs renomados. Que vê um homem correndo na rua e se pergunta por que ele se atrasou. Estaria fugindo? Teria alguém à espera dele? Seria feliz? O comportamento passa longe da bisbilhotice: essa observação pode se transformar numa vivência enriquecedora, daquelas que chegam a mudar a visão de mundo.

Antes, o simples fato de pegar um avião ou estar do outro lado do planeta era uma conquista. Agora, queremos descobrir quem são e como vivem os moradores. A grande aventura é entender o outro. “Há algum tempo tenho observado uma ideologia entrando disfarçadamente na nossa vida: a crença de que tudo pode ser conseguido e tudo pode ser alterado, adaptado”, diz a socióloga Celia Belem. É uma vontade de customizar o bombardeio de informações e desenvolver um olhar muito particular. 

E vc, é uma Etnowomen??

Grande beijo e boa semana, Márcia.

Anúncios

Sobre marciafontanella

Sou professora de Língua Portuguesa na cidade de Cascavel- Paraná. Leciono há 25 anos.Sou Pós-Graduada em Língua, Literatura e Ensino.No ano de 2011 comecei uma nova etapa em minha vida profissional, fui convidada para trabalhar no NRE -Núcleo Regional da Educação no NAIPE - Núcleo de Ações Pedagógicas Integradas. Estou levando minhas ideias, meu conhecimento, minha criatividade e dinamicidade a todas as escolas. Um novo desafio! Sou mãe de duas meninas lindas!Adoro ler, ver filmes, seja em casa ou no cinema. Sou corredora. Ano passado me propus a correr a SÃO SILVESTRE, e assim o fiz em dez. passado. Amo a vida e tudo o que ela tem, sejam coisas boas ou não. Acredito que estamos aqui na Terra para evoluirmos, tento ser cada dia melhor!

Publicado em 28/07/2013, em Entreterimento e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Oi Márcia, adorei esse post sobre etnowomen. Acho que me identifiquei tb! Fico analisando as pessoas, pq fazem isso ou aquilo…. Olhando nas ruas o comportamento de alguns…. Nao sabia que isso tinha uma classificação …. Muito bom! Abraço
    Vanessa

    http://www.nossodiariodetreino.wordpress.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: